News

PALESTINA MOSTRA RESISTÊNCIA E FRESCOR MUSICAL NA SIM SÃO PAULO





Durante a sexta edição da Semana Internacional da Música de São Paulo, os brasileiros vão poder ver de perto um pouco da nova cena musical da Palestina, que há dois anos ganhou uma plataforma importante de divulgação e fomento, a Palestine Music Expo (PMX). Martin Goldschmidt é um dos fundadores do evento e encabeça a comitiva que virá a SIM São Paulo 2018 com os artistas Rasha Nahas e Zenobia

Fundador do Cooking Vinyl, presidente do Cooking Vinyl Group e membro do conselho de AIM/Impala, & WIN0, o britânico Martin Goldschmidt se uniu aos palestinos Mahmood Jrere (do grupo de rap DAM Abed Hathot) e Rami Younis (jornalista e ativista) para criar a Palestine Music Expo, que teve sua segunda edição em 2018, reunindo músicos, ativistas e figuras conhecidas da indústria mundial da música, causando um impacto sem precedentes no fomento da cena local.

Além de promover um grande encontro cultural com representantes internacionais de países como Inglaterra, Brasil, Canadá e Estados Unidos, no Ramallah: "Grand Park" Hotel, a PMX leva os artistas para se apresentar em uma espécie de mini tour que passa por Bethlehem, Hebron, Jerusalém, e campos de refugiados da região. Entre os nomes que já levaram seus conhecimentos para a cena palestina estão Fabrício Nobre (Festival Bananada/GO), Scott Cohen (fundador da Orchard, uma das maiores distribuidoras digitais de música do mundo), Malcolm Haynes (co-fundador do lendário festival britânico Glastonbury) e Rachel Willis (empresária de Nick Cave and The Bad Seeds). A PMX tem sido de suma importância para inserir e conectar a Palestina com agentes do mercado da música de todo o mundo. 


Martin Goldschmidt participa de duas mesas da SIM São Paulo 2018, ambas realizadas na quinta, 6 de dezembro, no Centro Cultural São Paulo. 

Na primeira, das 15h às 16h30, na Sala Jardel Filho, fala com Roberto Verta (Sony Music), Katie Besgrove (Australian Record Labels Association, Barely Dressed Records, Look Out Kid/Austrália), João Augusto (Deckdisc), Alexandre Wesley (Som Livre), Thiago Endrigo (Elemess), Andrea daSilva (A2IM/USA) sobre “Gravadoras: Um novo formato para um velho modelo de negócio”

No mesmo dia, no final da tarde, das 17h30 às 19h, na Sala Paulo Emilio, Martin conta sobre a experiência do PMX na mesa “Conexões Internacionais: Um circuito fora do eixo do grande mercado para música que você precisa conhecer”, ao lado Xerach Gutierrez Ortega (Governo das Ilhas Canárias/Espanha), Octavio Arbelaez (Circulart/Colômbia, MAPAS/Ilhas Canárias, Espanha), Beth Achitsa (ONGEA! The Eastern Africa Music Summit/Quênia) e da artista Rasha Nahas (Palestina).

Rasha é uma das atrações da Noite Cooking Vinyl, promovida pelo célebre selo britânico, responsável por lançar artistas como Prodigy, Richard Ashcroft, The Fratellis, The Cult, Billy Bragg entre tantos outros. Além dela, a noite que acontece no JazzB no sábado, dia 8, a partir das 20h, recebe o brasileiro Vitto Meirelles e o duo palestino Zenobia. 


Artistas palestinos na SIM

Rasha Nahas, artista natural de Haifa, nas costas do Mediterrâneo e nas colinas da Montanha Carmel, trará sua mistura sonora própria, com influências da música regional do oriente médio, rock, jazz, poesia e música clássica. Ela também se apresenta sexta, dia 7, ela na Noite Crua e Nua, que começa às 18h na Casa Clube Rosa Flamingo (Rua Vargem do Cedro, 140 -  Sumaré) e também como atrações as argentinas Fémina e Sofia Viola e da brasileira Bárbara Eugênia. No domingo, dia 9, às 16h, ela toca no Showcase do Festival Bananada no Z do Largo da Batata junto com BRVNKS, Valv, Felipe Cordeiro convidando Mel, Luiza Lian, Autoramas celebrando 20 anos e Heavy Baile.

Formado pelos músicos Nasser Halahlih e Isam Elias, o Zenobia também é de Haifa e mistura melodias populares árabes da região Levante com batidas eletrônicas e Dabke, dança popular síria/palestina. Eles tocam na sexta, 7 de dezembro, na Noite Miragem que rola a partir das das 19h no BREVE (Rua Clélia, 470 - Barra Funda) e também terá shows das bandas paraibanas Berra Boi, Glue Trip, Seu Pereira e Coletivo 401.


  • contato
PRODUÇÃO / PRODUCTION
INFO@SIMSAOPAULO.COM
ASSESSORIA DE IMPRENSA/PR
PRESS@SIMSAOPAULO.COM